Ídolo da massa, O “Bomba da Vila Olímpica” completa 63 anos

Assim como eu os atleticanos mais jovens não tiveram a oportunidade de ver muitos dos grandes nomes atuarem pelo nosso time. Mas pela beleza das histórias que nos contam, logo abraçamos todos como ídolos, assim como tratamos os atuais, cuja história nós mesmo podemos ver. Então, no mesmo patamar de Ronaldinho Gaúcho, Diego Tardelli e Victor, também temos Reinaldo, Dadá e o aniversariante Éder Aleixo!

Nascido em Vespasiano, no dia 25 de maio de 1957, Éder deu seus primeiros passos como jogador no América em 1973 e em sequência no Grêmio. No time sulista ele conquistou dois estaduais nos anos 1977 e 1979, em uma época que o rival Internacional vivia um grande momento. A partir daí houve sua transferência para o Galo, onde definitivamente sua carreira iria deslanchar.

A volta para Minas Gerais rendeu ao “Bomba” uma galeria de troféus na Cidade do Galo. De cara já podemos encadear a famosa sequência de campanhas no estadual com 5 conquistas no Campeonato Mineiro  (1980 a 1985). Em 82 campeão do Torneio de Paris e 83 Bola de Prata do Brasileirão. Nesse meio tempo, com tanto destaque foi inevitável sua presença na Seleção Brasileira. Lá ele conseguiu atuações que chamaram a atenção de todo o mundo, por diferentes motivos. Primeiro impressionou com os chutes potentes, que pareciam literalmente bombas, e com incríveis gols olímpicos na Copa de 82. Seguido de uma briga dentro de campo em 86 que o tirou da Seleção.

Éder Aleixo pela Seleção Brasileira
Foto: O gol

Depois dessa brilhante passagem o ponta se aventurou em outros clubes brasileiros: Inter de Limeira, Palmeiras, Santos, Sport, Botafogo e Atlético Paranaense. Teve um breve retorno ao Galo, onde levou mais um troféu de Campeão Mineiro, mas logo voltou a mudar de time, chegando até mesmo ao rival Cruzeiro onde conquistou uma Copa do Brasil em 93. Daí para a frente, fez sua última passagem pelo Atlético, conquistou seu último Título como jogador do clube e saiu para poucos anos depois encerrar sua carreira.

Essa jornada de vitórias dispensa comentários quando se pergunta a importância de Éder Aleixo para o Atlético. Anos depois, após se afastar do futebol, pelo menos de dentro de campo, hoje é possível encontra-lo na folha de funcionários da Cidade do Galo, onde faz parte da comissão técnica desde 2018, quando iniciou um projeto que buscava novos talentos na base. Porém, devido as restrições impostas durante a pandemia, por estar no grupo de risco ele está afastado temporariamente do trabalho, mas em breve estará de volta, para quem sabe, compartilhar o segredo do chute do “Bomba da Vila Olímpica”.

Espora 13 é o portal de todas modalidades do Galo e fazemos isso para você torcedor atleticano.

Siga o Espora 13 nas redes sociais.

Inscreva-se no nosso canal do youtube, TV Espora 13.

Muito obrigado! Tamo junto sempre!

 

 

Espora neles Galo!

Avatar

Flávio Fernandes

Aqui é Galo! Instagram: @flavio13antonio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *